fbpx

Blog Paulo Freire

Categoria: Educação Infantil

Espaço físico e lúdico são importantes para o desenvolvimento infantil

Toda criança é estreante. Principalmente na primeira infância, o mundo parece um mar de possibilidades. Andar, comer, falar, imaginar. Tudo é novidade, motivo para testar, aprender e se aventurar.

Neste processo de desenvolvimento, o espaço físico cumpre um papel muito importante para a autoestima infantil. Brincando, é possível vivenciar experiências sensoriais como o tato, o olfato e o paladar. E é a partir desses estímulos, nos primeiros anos de vida, que a criança começa a formar sua própria bagagem de experiências, adquirindo autonomia corporal e se sentindo cada vez mais segura.

Aos poucos, o reconhecimento do ambiente possibilita que ela desenvolva aspectos sociais e comportamentais, compreendendo qual é o seu papel no mundo.

E o que o espaço físico deve oferecer?

O melhor ambiente é aquele que proporciona momentos de brincadeiras, interação com outras crianças, além da possibilidade de conquistas e de vivência, incluindo as frustrações.

Uma escola que ofereça um pátio amplo, com desafios psicomotricionais, tem muito a contribuir com a formação educacional de crianças felizes e conscientes, bem resolvidas cognitiva e socialmente.

Espaço lúdico e leitura de mundo

Mais do que propor brincadeiras e estímulos à consciência corporal, o espaço ideal para o crescimento e desenvolvimento deve ser lúdico. O contato com a natureza e o incentivo ao cultivo de uma horta escolar, por exemplo, podem fazer toda a diferença na criação de uma consciência social.

Fomentar a leitura, seja contando histórias ou indicando livros, também contribui para uma formação sólida de pessoas críticas, capazes de ler o mundo e decifrar as mensagens que são apresentadas a elas. A possibilidade de sonhar e se transportar para outros mundos por meio de histórias, teatro e música, é o verdadeiro tesouro que podemos dedicar às nossas crianças para que tenham um crescimento saudável.