fbpx

Blog Paulo Freire

Categoria: Educação Infantil

Como a psicomotricidade atua no desenvolvimento da criança

Ciência que ajuda o desenvolvimento das habilidades emocionais, cognitivas e motoras, a Psicomotricidade pode auxiliar as pessoas em diversas etapas da vida. Na Educação Infantil esse tipo de estímulo pedagógico e psicológico utiliza parâmetros da educação física para melhorar o desenvolvimento corporal, solidificar habilidades e trazer segurança nos movimentos da criança.

É justamente na educação infantil onde a psicomotricidade se faz mais necessária. Nesse momento a criança começa a experimentar diferentes estímulos e desafios motores. Nos próprios movimentos manifesta sua afetividade, desejos e possibilidades de comunicação.

Por isso, é importante que o projeto pedagógico da Educação Infantil contemple a participação de um profissional especializado. Observando, cada aluno, ele deverá adotar estratégias que:

  • Motivem a capacidade sensitiva;
  • Cultivem a percepção, por meio do conhecimento das respostas corporais;
  • Estimulem os movimentos expressados por meio de sinais e símbolos;
  • Façam com que a criança descubra e expresse suas capacidades pela criatividade e pela emoção;
  • Valorizem a identidade própria e a autoestima na convivência em grupo;
  • Criem consciência e respeito à presença e ao espaço das outras pessoas.

A psicomotricidade aplicada no Colégio Paulo Freire

Aqui, do Maternal 1 ao Jardim 3, as crianças da Educação Infantil são acompanhadas por uma profissional especializada que atende as crianças dentro do currículo escolar. Atenta a todos os detalhes ela observa cada aluno e compartilha informações com outros membros da equipe. Durante as aulas, ela procurar trabalhar dois tipos de movimentos.

Movimentos amplos

Ações como pular, rolar, aprender a defender o corpo ao cair e noções de lateralidade são alguns dos movimentos que se encaixam nessa categoria. São atividades que envolvem várias partes do corpo, promovem o equilíbrio e a consciência corporal.

Motricidade fina

Envolve a preparação para a escrita. São movimentos apenas de mãos e punhos, como o movimento de “pinça”. Os estímulos se dão de diversas formas. A professora pode propor uma aula com miçangas, uma atividade que trabalhe com massinha ou pintura. São muitas as opções de estímulos.

A profissional especializada do Paulo Freire sempre faz relatórios sobre as atividades desenvolvidas pelo aluno. Assim, a família pode acompanhar e participar, bem de perto, o desenvolvimento da criança.